Camaçari com CEP: Prefeito sanciona lei que regulariza endereços

outubro 10, 2017

Foto: Thiago Canuto
Durante muitos anos os moradores de Camaçari sofreram com a falta do registro de logradouros, ficando sem receber importantes encomendas em suas residências e sendo obrigados a buscar na agência dos Correios as correspondências. Mas, com a assinatura da lei pelo prefeito Antonio Elinaldo, na segunda-feira (09/10), este obstáculo foi superado.

Em seu gabinete, o prefeito de Camaçari sancionou a Lei de cadastro de logradouro, possibilitando a regularização de 2.178 endereços na sede e na orla do município e ficou satisfeito com o resultado. “Com essa nova lei que sancionamos hoje é mais um passo que damos para avançar e dar mais velocidade no desenvolvimento da nossa cidade”.


De acordo com a secretária de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur), Juliana Paes, a sanção da lei possibilita novos caminhos no desenvolvimento de Camaçari. “A gente acredita que com essa nova lei Camaçari vai conseguir se posicionar para atrair novos investimentos e para admitir novas oportunidades acontecerem na cidade, por que um município sem endereço, não tem identidade”, explicou.

A sanção da lei atende um antigo pedido dos moradores de Camaçari que pediam o cepeamento de seus endereços, facilitando na entrega de encomendas em suas residências. Antes da lei, o município contava com cerca de 20% dos logradouros oficializados. Com a sanção da lei, o percentual subiu para 75%.

O próximo passo do governo após a sanção é fazer a gestão junto à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) para que o cepeamento das ruas oficializadas seja executado pela empresa pública federal, responsável pela execução do sistema de envio e entrega de correspondências no país.

A partir da assinatura da lei Camaçari passa agora a ter 3 mil endereços regularizados. A prefeitura espera ainda registrar mais mil logradouros. “Ainda existem mil endereços já mapeados que não tem nome. Este trabalho já começamos a construir junto com associação de moradores e lideranças que vem contribuir trazendo informação do seu bairro pra que a gente possa estar avaliando tecnicamente”, concluiu a secretária da Sedur.

Outras Notícias
© Improta e Andrade Comunicação LTDA
Camaçari em Foco Notícias