Bahia registra 108 assaltos a pedágios este ano

setembro 11, 2017




Os roubos às praças de pedágios na Bahia já contabilizam 108 ocorrências nos oito primeiros meses deste ano. Nas rodovias administradas pela Concessionária Litoral Norte (CLN), o aumento é de 200% em relação a todo 2016, já aquelas sob concessão da Bahia Norte, o acréscimo é de 47%.

Em números absolutos, os roubos nas cinco praças administradas pela Bahia Norte representam aumento mais significativo: de janeiro a agosto de 2017 já foram computados 106 assaltos às cancelas dos pedágios, 47% a mais do que as 72 ocorrências registradas em todo o ano passado.


Já a CLN, que administra apenas uma praça de pedágio na BA-099 (Estrada do Coco), sofreu dois assaltos nos oitos primeiros meses deste ano, enquanto, no ano passado, não foi registrada nenhuma ocorrência de roubo às cancelas da concessionária.

A Bahia Norte administra as praças de pedágio nas rodovias que integram o sistema viário da BA-093: quilômetro (km) 44 da BA-093 (Mata de São João), Km-8 da BA-093 (Simões Filho), Km-11 da BA-524 (Candeias), Km-16 da BA-535 (Camaçari) e KM-15 da BA-526 (CIA-Aeroporto).

No último mês, a Bahia Norte registrou 24 assaltos, precedido de julho (14), junho (16), maio (20), abril (12), março (5), fevereiro (5) e janeiro (10). Já em 2015, houve 43 roubos, ante 26 em 2014 e 41 no ano anterior. Por sua vez, a CLN foi assaltada três vezes em 2015 e outras seis em 2014.

Concessionária que administra dois pedágios da BR-324 e cinco na BR-116, a Via Bahia optou por não informar se houve assaltos nas cabines da empresa. Os pedágios da BR-324 estão no Km-599 da BR-324 (Simões Filho) e no Km-551 (Amélia Rodrigues).

Já as praças distribuídas ao longo da BR-116 estão localizadas nesses pontos: Km-482 (Rafael Jambeiro), Km-566 (Brejões-Nova Itarana), Km-698 (Jequié), Km-773 (Planalto) e Km-873 (Vitória da Conquista).

Assaltos

A preferência dos ladrões pelas praças da Bahia Norte, situadas nos acessos às principais cidades da região metropolitana de Salvador, se tornou evidente no último dia 30, quando dois homens sobre uma moto assaltaram quatro cabines em uma manhã, na Via Parafuso.

Todos os quatro assaltos foram cometidos por homens sobre uma moto, dois deles pelo mesmo criminoso, que agiu sozinho nas duas abordagens. Os bandidos se aproveitam da diversidade de rotas para fuga no complexo de rodovias que integram a BA-093.

Para quem transita pelo local, os bandidos se aproveitam da diversidade de rotas para fuga no complexo de rodovias que integram o sistema BA-093. Os condutores também apontam falta de segurança ao longo das pistas, sobretudo, à noite.

Caminhoneiro há 25 anos, Marcos Viana, 52, tem transitado todos os dias pela BA-535, conhecida como Via Parafuso, por causa de uma obra onde trabalha há quatro meses. O condutor diz que é possível avistar blitze policiais na via somente durante o dia. 

“Depois desses quatro assaltos seguidos, até colocaram policiamento pela rodovia, mas só durante o dia”, aponta. “Quando escurece, não tem blitz e a gente, que passa por aqui todos os dias, se sente inseguro, com medo de assaltos”, diz.

Comerciante no município de Camaçari (Grande Salvador), Luan Almeida, 27 anos, avalia sentir-se mais seguro ao passar pelas barreiras policiais. “Geralmente, são blitze para averiguar documentação, mas, só de a polícia já estar à vista, pode afugentar os criminosos”, acredita.

Na avaliação do caminhoneiro Cleber dos Santos, 39 anos, o pouco movimento na rodovia também é um dos fatores que favorecem a ação criminosa. “Apesar de ser rota para várias cidades, o fluxo de veículos não é muito intenso. Isso, de certa forma, estimula os bandidos”, observa.

Policiamento

Por meio de nota enviada pela assessoria de comunicação, a Polícia Militar da Bahia informou ter intensificado o patrulhamento nas rodovias estaduais onde estão localizadas as praças de pedágio por meio do Batalhão de Polícia Rodoviária. Ainda de acordo com o comunicado, entre as ações desenvolvidas pelos policiais do Batalhão, estão sendo realizadas diuturnamente rondas e abordagens a veículos e pessoas suspeitas.


A Tarde

Outras Notícias
© Improta e Andrade Comunicação LTDA
Camaçari em Foco Notícias