Responsive Ad Slot

Pepê e Neném apoiam Bolsonaro e revoltam ao dizerem que gay não deve beijar em público

agosto 02, 2017


Lésbicas assumidas, as irmãs Pepê e Neném deixaram a comunidade LGBT revoltada com um vídeo que fizeram em apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro. Nas imagens divulgadas na perfil oficial do político, no Facebook, as cantoras declaram apoio a ele e criticam as demonstrações de afeto por parte dos casais gays em público.


"Eu concordo com algumas atitudes que você (Bolsonaro) vem falando, e a gente também não aceita certas coisas. É claro que cada um faz o que quer da sua vida, mas acho que entre quatro paredes você faz o que você quiser", diz Neném. "Ninguém é obrigado a ver nada de ninguém. No meio da rua, no cinema... Tem gente que passa do limite. Para que você vai passar para a rua coisas que você pode fazer dentro de um quarto? Se você está com vontade de beijar sua namorada, não fica exagerando, porque pode ter uma criança passando. Tenha limite", continua.

Pepê reforça o argumento: "Não é porque somos lésbicas que temos que aceitar tudo. Não é assim, o certo é o certo, o errado é o errado. E a gente não está aqui para passar a mão na cabeça de ninguém, mas quando é errado, é errado. (...) A gente tem que respeitar a família. Aí o gay vai falar: 'Porque os héteros podem se beijar?'. O mundo é para todos, mas certas coisas não é bom fazer, porque você, além de ser gay, é muito julgado por isso. Vamos fazer em quatro paredes", justifica ela, que é casada com uma mulher e tem dois bebês.

"Os meus filhos vão crescer e vão ser o que eles quiserem. Não aceito. Não vou pegar os meus filhos e levá-los numa boate gay. Isso não existe". Assista:







Outras Notícias
© Todos os direitos reservados
Camaçari em Foco Notícias