Camaçari: Vereadores discutem implantação de um novo terminal rodoviário

agosto 22, 2017


Mobilidade urbana, segurança pública e obras de infraestrutura foram alguns dos assuntos discutidos na Sessão Ordinária desta terça-feira (22), na Câmara Municipal de Camaçari.

A Indicação N° 473, de autoria do vereador Junior Borges (DEM), solicitou estudos de viabilidade técnica e macro logístico da cidade para a construção de um novo terminal rodoviário em Camaçari. O equipamento, segundo a indicação, seria instalado entre as BAs 093 e 512, entrada do município. “Percebemos uma boa acessibilidade nessas proximidades, com pessoas se locomovendo entre os estados e municípios. Por isso, precisamos pensar neste novo meio de ligação intermunicipal e interestadual”, defendeu Junior Borges. “Camaçari tem crescido de forma acelerada, e a implantação desse equipamento irá facilitar a acessibilidade entre os estados, principalmente”, reiterou o parlamentar.


Em sessão, também foram aprovadas matérias relacionadas a obras de infraestrutura no município. O vereador Dentinho do Sindicato (PT) solicitou pavimentação asfáltica e construção da rede de esgoto, na extensão da Rua das Pedrinhas, no bairro Gleba H. Fafá de Senhorinho (DEM) indicou ao Chefe do Poder Executivo, através da Indicação N°488, pavimentação asfáltica da Rua da Vovó, no bairro Cajazeiras de Abrantes, em Vila de Abrantes. Já o vereador Jamelão (DEM) solicitou pavimentação asfáltica, drenagem, passeio e meio fio nas ruas da Harmonia e Joana Angélica, situadas no Parque das Mangabas.

A área de segurança pública também foi discutida em plenário, nesta manhã. O vereador Niltinho (PR) indicou ao Executivo Municipal a instalação de câmeras de segurança no Centro e nos bairros adjacentes. Na ocasião, o parlamentar citou alguns pontos de vulnerabilidade da cidade.

A matéria não chegou a ser votada em virtude da chegada de representantes dos movimentos dos desempregados e dos estudantes. “A Câmara Municipal está aberta a dialogar com todos os movimentos, pois o principal objetivo da Casa é ouvir e fazer os encaminhamentos. Mas isso só acontece quando há disponibilidade para conversar”, pontuou o presidente da Câmara, vereador Oziel (PSDB), que suspendeu a sessão após o ocorrido.





Outras Notícias
© Improta e Andrade Comunicação LTDA
Camaçari em Foco Notícias