Após morte de líder do BDM em Camaçari, homens armados ordenam fechamento de comércio em Salvador

agosto 11, 2017



Comerciantes da Avenida Jorge Amado, que liga a Paralela à Orla passando pela Boca do Rio, tiveram que fechar as portas na manhã desta sexta-feira (11). "Eu estava aqui no caixa, trabalhando normalmente. Quando um homem jovem, aparentando uns 25 anos, chegou e disse: 'Moço, me desculpe, mas vocês vão ter fechar. Morreu um grande amigo nosso e estamos de luto'", disse um comerciante ao CORREIO. Ele relatou que o homem que ordenou o fechamento estava acompanhado de outro. Ambos estavam armados. 

Na avenida cerca de 50 estabelecimentos comerciais, entre churrascarias, salões de beleza e dentistas, estão fechados. Apenas os motéis e o supermercado Rede Mix da avenida estão funcionando. "Eles estavam armados. Aqui só veio dois. Os dois armados. Foram até educados. A gente fechou imediatamente", destacou o funcionário de um estabelecimento. 


A suspeita é que o toque de recolher tenha sido provocado em função da morte do líder da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM). Marcelo Batista dos Santos, o Marreno, apontado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) como o número 1 da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM), estava sendo investigado por envolvimento em cerca de 20 homicídios, em Salvador. Ele foi morto na noite de quarta-feira (9) durante confronto com equipes da Força-Tarefa da SSP, em Camaçari. Marcelo foi morto junto com Anselmo Nascimento Sena, comparsa e motorista dele, também atirou contra a polícia. 

"Aqui tem mais de 50 estabelecimentos, só nessa parte aqui. Mas disseram que hoje a Boca do Rio toda ia chorar a morte dos rapazes", destacou um comerciante. Um policial destacou que 'comerciantes afirmaram que passaram cedo ordenando que o fechassem tudo'. 

A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP) ainda não se pronuciou sobre a situação da Avenida Jorge Amado e se, de fato, há alguma relação com o BDM. 

Com informações do Correio

Outras Notícias
© Improta e Andrade Comunicação LTDA
Camaçari em Foco Notícias