Responsive Ad Slot

Briga entre namoradas quase termina em tragédia em Camaçari

julho 20, 2017


“Cadeia é longa, mas não é perpetua”, disse Caroline Solano da Silva, 22 anos, ao policial militar que perguntou se ela não teria medo de ser condenada por tentativa de homicídio, por esfaquear a namorada, J.N.C, 13, no bairro do Cristo Redentor, em Camaçari.

O crime foi cometido por volta das 14h desta quarta-feira, 19, na casa da avó da adolescente. A mãe da menina, Edla Rocha Nepomuceno, disse que estava em casa quando Carolina pulou o muro com uma faca.

“Estávamos conversando, quando ela pulou o muro com uma faca e começou a discutir e a xingar minha filha. Eu entrei na frente para defendê-la e ela puxou a faca e começou a desferir golpes que pegaram no braço, nas costas e na coxa”, narrou.

Caroline alegou que no dia anterior a garota tinha ido a sua casa com uma faca, justificando que se “ela não fosse dela não seria de mais ninguém”. “Segunda eu tive uma discussão com ela, que foi atrás de mim com uma faca. Eu tomei a faca e ela foi dormir lá em casa”, relatou.

Ela disse que deu as facadas por causa de um celular que a vítima quebrou. “De manhã, nós discutimos e ela quebrou meu celular. De tarde eu fui na casa dela para matar ela e a mãe. Eu sabia que ia pegar cadeia. Meu ódio é estar preso (sic) sem ter matado as duas”, bradou. Edla afirmou que as brigas eram frequentes: “Elas começaram o namoro há 5 meses. Quando vi minha filha chegando em casa ferida após as brigas eu mandei ela terminar. Mas a menina é teimosa”, lamentou.


O crime foi registrado na Delegacia da Mulher de Camaçari. A mãe da garota disse que a delegada Florisbela Rocha afirmou que Caroline foi presa em flagrante e que responderá pelos crimes de invasão de domicílio, tentativas de homicídio e estupro de vulnerável.

Na delegacia, Caroline afirmou já ter cometido um homicídio, em 2013. “Eu era ‘de menor’ e matei um cara com uma faca porque ele me bateu”, disse.

A adolescente teve alta do Hospital Geral de Camaçari no início da noite desta quarta e deverá ir à delegacia nesta quinta, 20, para prestar depoimento e fazer exame de corpo de delito.

As informações são do Jornal A Tarde





Outras Notícias
© Todos os direitos reservados
Camaçari em Foco Notícias