Candeias: Ministério Público instaura inquérito para apurar irregularidades em processo seletivo do Samu

maio 04, 2017


A 3ª Promotoria de Justiça de Candeias vai abrir inquérito civil para investigar indícios de irregularidades no processo seletivo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 

Na ação, são apontadas irregularidades na classificação de profissionais com menos experiência e falta de transparência na divulgação do resultado final. Ainda de acordo com o documento assinado pelo promotor Millen Castro M. de Moura, a Secretaria Municipal de Saúde tem o prazo de 15 dias para enviar cópia da legislação que cria os cargos, relatório da comissão e de esclarecimentos sobre a quantidade de vagas para deficientes.

O processo seletivo simplificado visa a contratação de pessoal para o Samu e oferece 48 vagas para os níveis de ensino superior, técnico, médio e fundamental. Os salários variam entre R$ 937 e R$ 7.233,68. Os cargos para nível fundamental são para auxiliar de serviços gerais (4), agente de portaria (4) e copeira (2). As vagas de nível médio são para digitador (1), condutor socorrista de ambulância (12). Para nível técnico, as vagas são destinadas para técnico em enfermagem (18). E as de nível superior são para enfermeiro (7) e médico (7).

Com informações do Baiana

Outras Notícias
© Improta e Andrade Comunicação LTDA
Camaçari em Foco Notícias