Camaçari desenvolve projeto inovador para criação de peixes; Projeção é de 400 mil toneladas por ano

maio 02, 2017

Foto: Divulgação

Um projeto piloto e inovador está sendo desenvolvido pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pesca (Sedap). O Aquaponia, que é um moderno sistema de produção que consorcia a criação de peixes com o cultivo de vegetais, é uma ação recomendada pela Organização das Nações Unidas (ONU) por causa da economia de água e a não utilização de agrotóxico.


O trabalho para a implantação do projeto já começou com reuniões nas comunidades para apresentação, cadastro de interessados e capacitação técnica. Cerca de 60 famílias de sete comunidades rurais do Município receberão os kits, que são compostos por tanque, bomba, filtro e tubos para as plantações.

A distribuição dos kits é voltada para a agricultura familiar e deve acontecer no início do segundo semestre. Cada equipamento pode ser implantado numa área de 30 m² e proporcionar uma renda familiar de, em média, R$ 20 mil reais por ano.

Neste projeto piloto, a Sedap pretende que seja produzido, ainda esse ano, 30 mil quilos de tilápia e 40 mil “pés” de hortaliças. Nos próximos três anos, a projeção de produção do sistema é de 400 mil toneladas de peixe ano, e em sinergia com a pesca oceânica, poderá tornar Camaçari referência regional na produção e beneficiamento de pescados.

“A Sedap desenvolveu um plano de ação que em quatro anos modificará radicalmente a realidade da nossa zona rural. Com projetos autossustentáveis, moldados a pequenas propriedades e direcionamento agroecológico vamos quebrar o vício do assistencialismo e tornar nossos parceiros da agricultura familiar pequenos empreendedores rurais de sucesso”, afirmou o secretário Antônio Falcão.

O SISTEMA

O aquaponia é um sistema agroecológico, que não necessita de fertilizantes artificiais, e viável, independentemente do tamanho da propriedade. O processo pode ser implantado em qualquer espaço, mesmo com problemas de abastecimento de água, que é apontado como a maior dificuldade pelos produtores de Camaçari.

Em um sistema fechado, ou seja, com perdas mínimas de água, os peixes produzem nutrientes para as plantas que por sua vez filtram a água para os peixes. Basta fornecer ração para os peixes e o ciclo todo flui naturalmente.

Ascom/PMC

Outras Notícias
© Improta e Andrade Comunicação LTDA
Camaçari em Foco Notícias