Após ser expulso do BBB, Marcos ameaçou processar Emilly

abril 11, 2017



Ao saber que foi expulso do Big Brother Brasil 2017, por agredir a participante Emilly, o médico Marcos Harter disse em alto e bom som que poderá processar a menina por prejudicá-lo na disputa. A informação foi divulgada pela revista Veja, na manhã desta terça-feira (11), quando o ex-BBB também divulgou um pedido de desculpas à jovem e sua família.

Por conta da retratação, ainda não se sabe se ele levará a ameaça adiante. No texto, ele atribui as situações que o levaram a deixar o programa a uma briga de casal e garante que, em nenhum momento, pensou em machucar a jovem, com quem se relacionava dentro do reality show.

“Como todo casal passamos por momentos de alegria, ansiedade, euforia e tensão. Jamais tive a intenção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto”, comentou ele, numa postagem nas redes sociais.

Ainda segundo o ex-brother, “o programa tem um formato destinado a levar nosso emocional ao limite e consequentemente os nervos à flor da pele”. “Repito: Jamais tive a intenção de machucá-la ou agredi-la, estou surpreso com tudo que está acontecendo. Peço desculpas a todos os envolvidos, Emilly, sua família, demais participantes e a todo o Brasil", completou.

Horas antes, logo após sua eliminação, a família do médico usou o perfil dele no Twitter para mandar uma mensagem para seus seguidores. “Gostaríamos de informar a todos que Marcos está bem, junto das pessoas que ama! Assim que possível, ele se manifestará!”, dizia a mensagem.

Anúncio
O apresentador do programa, Tiago Leifert, fez o anúncio da expulsão de Marcos Harter logo no início do programa que foi ao ar na noite desta segunda (10). “O caso foi concluído agora há pouco e eu gostaria de comunicar vocês o que a gente decidiu. O BBB, como vocês sabem, é um programa de entretenimento. A gente faz isso aqui para divertir vocês, só que muitas vezes ele reflete a vida como ela é. Como na vida, as decisões fortes, firmes precisam ser tomadas quando os fatos justificam. Hoje de tarde, a gente recebeu a delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, que nos solicitou as imagens das discussões entre o Marcos e a Emilly. A delegada instaurou o inquérito para apurar uma possível agressão física. Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emilly, inclusive com exame médico”, disse o apresentador.

Leifert continuou, ainda mais incisivo. “Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente. A gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos, conversamos muito para tomar a decisão correta, a decisão justa. Na conversa de hoje, ficaram comprovados indícios de agressão física. No BBB, agressão gera expulsão, e decisão foi tomada. O Marcos está eliminado do BBB 17. Com isso, a nossa vida aqui tem que continuar. A gente vai declarar Ieda, Emilly e Vivian finalistas do programa daqui a pouco”, revelou, ao vivo.

Indiciado
Marcos Harter foi indiciado por agressão e intimado a depor na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (12). A informação foi confirmada ao jornal Extra pela diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio, delegada Marcia Noeli Barreto. Segundo ela, o médico será ouvido na própria delegacia. Já Emily só será ouvida na próxima segunda-feira - a final do programa é na próxima quinta.

Ao site Ego, a delegada disse ter notado que havia “violência psicológica do Marcos contra a Emilly”. “Ele a ameaça, constrange, coloca a vítima na parede, diz que a participante é culpada de tudo. Isso é um quadro de violência psicológica claramente. Porém, quando se trata dessas ações, só podemos fazer alguma coisa diante da acusação da vítima. Ela precisa dar queixa para que a delegacia possa fazer algo no caso de violência psicológica”, declarou.

Correio

Outras Notícias
© Improta e Andrade Comunicação LTDA
Camaçari em Foco Notícias